Tem uma cicatriz? Esta informação é para si…

Todas as cicatrizes, quer sejam decorrentes de uma intervenção cirúrgica ou devido a um trauma, passam por um processo de cicatrização com diferentes fases. Sempre que há uma cicatriz poderá haver alguma alteração  nível dos tecidos e/ou dos movimentos. Isto porque, uma cicatriz é muito mais do que aquilo que se vê por fora e a sua importância vai muito além do aspeto. Sabia que há vários tipos de cicatriz?

Normotrófica – Acontece quando os tecidos cicatrizam bem e todo o processo decorre dentro da normalidade. Estas cicatrizes têm um aspeto fino e não provocam dor, desconforto nem sensação de estiramento.

Hipotrófica – Caracteriza-se por uma cicatriz geralmente com uma depressão ou sulco devido a uma menor quantidade de tecido que foi produzida na sua recuperação. Por exemplo, as cicatrizes de acne no rosto que podem deixar um sulco depois de recuperadas.

Hipertrófica – Este tipo de cicatriz pode ter um aspeto “engrossado” e/ou dar a sensação de que a cicatriz é um fio ou cordão ao toque. Isto ocorre devido ao excesso de deposição de tecido cicatricial e frequentemente origina alterações no movimento podendo mesmo provocar dor e compensações. Nestes casos há frequentemente a sensação de estiramento na zona ou áreas circundantes.

Quelóide – Muitas vezes confundida com uma cicatriz hipertrófica. Esta é uma situação de cicatrização patológica, ou seja, vai além do excesso da produção de tecido e a cicatriz ultrapassa os bordos da ferida original. O seu diagnóstico é feito por um profissional de saúde.

Deste modo compreende-se que as cicatrizes não são todas iguais e podem precisar de cuidados específicos para evitar alterações futuras. Estes cuidados devem ter em conta a fase em que a cicatriz se encontra bem como o tipo de cicatriz. De notar ainda, que uma cicatriz alterada tem sempre potencial de melhorar mesmo que tenham passado 5,10 ou 20 anos.

A Fisioterapia Dermatofuncional é uma área especializada no pós-cirúrgico com diversas opções de tratamento para promover uma melhor recuperação quer a nível funcional como estético.

Diana Anjo, Fisioterapeuta (OF Nº 5469)

Entramos em contacto consigo

Terapia da Fala

O Terapeuta da Fala é o profissional com as competências e conhecimento adequado sobre a anatomof...

Avaliação de Condição Física

Conheça o seu estado físico de forma atual, cuidada e personalizada.

SOS Fim de Semana

A dor não tem hora nem dia para aparecer, por isso não espere por segunda-feira para aliviar a su...